Tulio Dek faz intervenção pública em parque urbano de Lisboa

0

O artista brasileiro Tulio Dek (1985, Goiânia) faz intervenção de grande porte no parque urbano Jardim do Torel, em Lisboa, a primeira do gênero em Portugal. A instalação será inaugurada em 25 de setembro de 2020. O curador do Museu Nacional de Arte Contemporânea, em Lisboa, Rui Afonso Santos, afirma que a intervenção de Tulio Dek além de ser “única no seu gênero, por sua qualidade, é extremamente rara no panorama artístico português”. Ele destaca que “com preocupações ecologistas e humanistas deste cariz, nunca foram feitas em Portugal, intervenções nesta escala, e com esta natureza”.

Em residência artística no país desde 2019, Tulio Dek utilizou o percurso do concorrido Jardim do Torel, onde um de seus lagos se transforma em “praia” no verão português, para fazer um alerta sobre a importância de se preservar o meio ambiente.  Ao chegar, o visitante caminha por entre 500 tocos de árvores decepadas, com altura entre 50 e 85cm, oriundos de bosques queimados, cedidos pelo governo português.

Continuando o percurso, um patamar abaixo na encosta, se chega a uma fonte, que irá jorrar uma água tingida de preto, em alusão a vazamentos de petróleo. Atrás da fonte, um grande luminoso azul anunciará a frase “I can’t stop these tears from falling” (“Não consigo impedir essas lágrimas de caírem”). Ali perto será instalada uma cabana de madeira, grafitada pelo artista, como um abrigo, um local de acolhimento, onde estarão sacos com sementes de nove árvores nativas de Portugal. O público poderá levar punhados dessas sementes para plantarem em outros locais. “É como uma volta, em que se pode devolver árvores ao país”, observa Dek.

Crédito: Divulgação