Casa do Carnaval é opção cultural para o verão de Salvador

0

Inaugurada em fevereiro de 2018, a Casa do Carnaval recebeu mais de 35 mil visitações ao longo dos 2 anos de criada. Destinado a baianos e turistas, o museu se prepara para oferecer, durante o verão, um tour visual, sensorial e interativo, mostrando história, tradição e transformações da maior festa da Bahia.

Quem visita a Casa do Carnaval pode encontrar uma biblioteca com livros relacionados à festa e 200 bonecos feitos de cerâmica que representam figuras da folia. Ao som de músicas que marcaram diversos carnavais, o visitante tem acesso a diversas vitrines com objetos pessoais cedidos por artistas, como vestuário, adereços e instrumentos.
Na sala do Cinema Interativo o público vai dançar as coreografias de blocos e bandas, orientados por monitores dançarinos. O objetivo é possibilitar uma experiência única e emocionante, como é tradição da música e dos ritmos do Carnaval da Bahia.

Em 2019, foram mais de 17 mil visitações, entre eles, cerca de 5,7 mil turistas do Brasil e do exterior. O número de baianos que passaram pelo local ultrapassa a marca de 8 mil pessoas. Entre o público visitante, o local também conta com a média de visita de 1.126 estudantes de escolas municipais e estaduais.

A Casa do Carnaval funciona de terça a domingo, das 11h às 19h, no Centro Histórico, ao lado da Catedral Basílica de Salvador, entre o Terreiro de Jesus e a Praça da Sé, colada no Plano Inclinado Gonçalves. O ingresso para visitação custa R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia).

Crédito: Bruno Concha/Secom