Câmeras de temperatura reforçam combate à Covid-19 na Lapa

0

Quem passa pela Estação da Lapa, terminal com maior movimentação de pessoas em Salvador, encontra mais uma estratégia de enfrentamento ao novo coronavírus a partir desta quarta-feira (8). A iniciativa envolve o funcionamento de câmeras de temperatura e identificação do uso de máscaras, complementadas com a realização de testagem rápida em situações suspeitas e distribuição do equipamento de proteção individual para o rosto. Os detalhes foram apresentados pelo prefeito ACM Neto em coletiva realizada pela manhã no local, ao lado dos secretários de Mobilidade (Semob), Fábio Mota, e da Saúde (SMS), Leo Prates.

O prefeito salientou a importância da ação, que reforça as medidas de segurança já adotadas pela administração municipal na área de transporte. Dentre elas estão a higienização dos ônibus e estações, da proteção individual dos rodoviários, disponibilização de álcool em gel nos terminais e obrigatoriedade do uso da máscara nos veículos.

“O transporte coletivo, das atividades que estão permitidas, é considerado o principal vetor de transmissão da Covid-19. No entanto, não há como suspender esse serviço em uma cidade como Salvador, onde as pessoas mais pobres dependem dele para ir trabalhar. Sendo assim, está sendo trazida essa boa notícia das câmeras, que vai ajudar no trabalho de rastreamento de casos e da utilização das máscaras pelas pessoas, evitando que, caso tenha o coronavírus sem saber, possa vir a contaminar centenas de pessoas”, destacou ACM Neto.

Dinâmica – A estratégia para detecção da doença e adoção de medidas mais assertivas conta com a parceria das secretarias de Mobilidade (Semob) e da Saúde (SMS), além da Guarda Civil Municipal (GCM). No total, nove câmeras de temperatura estão localizadas nos três principais acessos à estação: duas na entrada pelo Coqueiro da Piedade, outras quatro no andar térreo, próximo às entradas do metrô e subsolo, e três no corredor principal que conecta à Joana Angélica.

As imagens produzidas pelas câmeras geram resultados de medição de temperatura e registram ainda o uso da máscara, detectando se o indivíduo está ou não utilizando o equipamento de proteção individual e, ainda, se está colocado no rosto de forma adequada. O sistema de computadores, que fica próximo às câmeras, será operado por técnicos da SMS.

Testagem e acompanhamento – As pessoas que apresentarem temperatura superior a 37,5ºC serão encaminhadas pela GCM ao posto de detecção na clínica LapaMed, em frente ao Salvador Card, para realização do teste que utiliza o método PCR-RT. Caso o resultado seja positivo, o cidadão será orientado a ficar em isolamento em casa e a Prefeitura vai fazer o monitoramento a cada 48 horas, através do programa Salvador Protege.

Caso o passageiro não esteja utilizando máscara, receberá o item de proteção na estação e orientação sobre como usar o equipamento. “A Lapa é a estação com o maior número de cidadãos que usam o transporte público. Antes da pandemia, cerca de 450 mil pessoas passavam por aqui, hoje estamos com 200 mil pessoas por dia neste período do novo coronavírus. Com isso, a partir do funcionamento desse sistema, teremos um diagnóstico mais preciso e, consequentemente, faremos um planejamento das ações de combate ao coronavírus de acordo com os resultados obtidos”, explicou o secretário, Fábio Mota.

O secretário ressaltou ainda que o sistema irá ajudar no mapeamento mais preciso da doença. “Conseguiremos desenhar melhor os casos de Covid-19 por localidade. Afinal, as pessoas que apresentarem temperatura alta e forem submetidas ao teste serão cadastradas com endereço, o que facilita o mapeamento da doença”, completou Mota.

Ordenamento das filas – O prefeito também aproveitou para verificar a estratégia de ordenamento das filas na Estação da Lapa, coordenada pela Semob. Ao chegar ao ponto, o passageiro para por um corredor e passa o cartão de transporte em um validador posicionado na entrada do ônibus antes de ingressar no coletivo, permitindo assim mais rapidez para evitar aglomerações na porta do veículo, próximo ao cobrador e ao motorista.

Antecipação do tratamento – Em conjunto com o governo do estado, a Prefeitura já determinou que, em todas as unidades de pronto-atendimento, o médico que identificar um paciente com sintomas de Covid-19 e que necessite de um cuidado mais próximo deverá fazer o encaminhamento da pessoa a um leito clínico. De acordo com ACM Neto, a antecipação do cuidado tem como intuito aproveitar os leitos de enfermaria, em maior oferta atualmente, evitando o agravamento do quadro de saúde e, consequentemente, a necessidade de leitos de UTI – cujo índico de ocupação é o principal parâmetro para a retomada das atividades econômicas na cidade.

 

Crédito: Max Haack/Secom