Greve mundial pelo clima reúne mais de 40 mil pessoas na Nova Zelândia

0

Mais de 40 mil pessoas – um número recorde – manifestaram-se hoje (27) em frente ao parlamento da Nova Zelândia para lançar a greve mundial pelo clima. Em Wellington, capital do país, juntaram-se crianças com uniforme escolar, adolescentes e velhos ex-combatentes, entre cartazes onde se liam mensagens como “Nós faltamos à escola para vos ensinar” ou “Negação = Morte”.

Em outro cartaz, lia-se simplesmente “O que a Greta disse”, em referência ao discurso de segunda-feira (23) passada da jovem sueca Greta Thunberg, ativista pelo clima, nas Nações Unidas. “Como se atrevem?” foi a mensagem da ativista aos líderes mundiais, criticando o que considera a inação política face às alterações climáticas.

 

Crédito: Reuters